Autor(es) Daniela Salgueiro de Carvalho
Orientador(es) Teresa Alexandra Coelho Moreira
Ano 2017

Sinopse O desenvolvimento das novas tecnologias de informação e comunicação tem vindo a mudar vários setores e a forma como as pessoas interagem. A relação laboral não é exceção, sendo que nos últimos anos o mundo do trabalho tem experienciado uma tremenda revolução. De facto, as tecnologias alteraram e melhoraram os métodos de trabalho, assim caraterizados pela eficiência e pela agilidade. Contudo, o uso das ferramentas tecnológicas levanta questões relevantes, relacionadas com a privacidade dos trabalhadores e com o controlo eletrónico do empregador. A privacidade, uma importante dimensão na vida das pessoas, enfrenta novas desafios, já que a monitorização que estas recentes formas de controlo permitem é bastante intrusiva. Entre as novas tecnologias de informação e comunicação utilizadas pelos trabalhadores, o e-mail destaca-se, sendo um rápido e útil meio de comunicação, mas também uma forma de o empregador exercer o seu controlo. Consequentemente, é importante saber que limites se devem estabelecer com vista a proteger a privacidade e o sigilo das comunicações a que os trabalhadores têm direito no local de trabalho e se o empregador pode controlar o e-mail dos trabalhadores. Desta forma, a temática da privacidade dos trabalhadores e do controlo do empregador apresenta-se como uma importante questão, em todo o mundo e em Portugal.

Consultar no RepositoriUM.